Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por um outro lado

Escritora frustrada. Mãe babada.Trapalhona por excelência. Gaja a quem tudo acontece. Adora escrever e fotografar sobre isso, apesar do jeito duvidoso. Experimentou Um lado. Agora, experimenta Por Um Outro. Será o avesso o lado certo?

Por um outro lado

#Diários de uma escritora frustrada... a minha panca com canetas - 2ª parte

NewellRubbermaid_S0924790_prmr_imggb.jpg

NewellRubbermaid_S0911450_rbn_imggb.jpg

 

 

 

 

 

Durante anos tive uma Parker Vector azul escura. Não andava com ela no dia-a-dia e só a usava para escritos muito especiais (pancas de miúda!).

No outro dia, passei pela montra de uma Papelaria onde as canetas (lindas) são parte integrante dos produtos que dispõem. Vendem quase tudo, neste domínio, com preços para várias bolsas.

 

Dei comigo a relembrar a minha Parker Vector, e a perguntar-me se ela ainda andaria cá por casa, misturada no monte das canetas que não têm uso imediato. Relembro-me que ela deitava um bocadito de tinta a mais e acabava por sujar as folhas... Isso e, a Miss Trapalhona aqui, era uma porquinha quando escrevia ou desenhava alguma coisa... Acabava sempre cheia de pintas por todo o lado. Nos dedos, nas mãos, nos antebraços, nos cotovelos, nas bochechas da cara, no nariz... digamos que as minhas aulas de Educação Visual eram uma aventura com tanta tinta permanente a passear pela minha secretária.

Relembro a expressão de uma certa professora quando inspeccionava os meus trabalhos... via-se que ela também achava que eu tinha mais jeito para desenhar Testes Rorschach do que triângulos escalenos.

 

Ando a namorar, sempre de passagem, a montra das Caran D'Ache quando me apercebi do expositor das Parker. E, é óbvio(!) que, relembrando a minha Vector, vim espreitar a página da web da Parker.

 

Depois de preencher o questionário do Find a Pen, e ficar altamente desiludida quando cheguei ao fim e ele não me sugeriu uma caneta que fosse, apaixonei-me de novo por uma, vá! duas, Parker... A Premier Monochrome Black Edition Ballpoint e a Urban Premium Metallic White Chiselled Ballpoint, ambas nas fotos acima.

 

São lindas ou não são?

 

Por um outro lado

#Diários de uma escritora frustrada... a minha panca com canetas

MT_849 Fernando Pessoa com Caixa Slimpack_2.jpg

 

É! Diz que, a par com outras tantas pancas, tenho uma com canetas.

 

Adoro material de escrita. Adoro escrever com canetas, lápis, lapiseiras, o que for. Adoro tê-las e expô-las. Adoro andar com elas na mala. Adoro usá-las. A tinta de uma caneta normal, na minha  mão, dura cerca de um mês... com sorte. Uso-as, mas só guardo as especiais.

 

Não faço colecção de canetas. A minha carteira não comporta tantas colecções de coisas que gosto (e, odeio acumulação de objectos só porque sim). Mas, quando preciso de comprar canetas é uma luta para não trazer a loja toda.

 

Outra coisa que adoro é... a poesia de Fernando Pessoa. O meu primeiro livro de poesia foi 'O Louco Rabequista' (bilíngue). Desde então, Fernando Pessoa vive no meu lado artístico. Hoje em dia há uma série de produtos associados ao nome Fernando Pessoa. Pessoalmente, fico-me por este...

 

Edição especial, limitada, da Esferográfica Caran d'Ache 849 Fernando Pessoa.

 

A primeira deslumbrou-me...

Caran 1.jpg

 

 

A segunda, estou mesmo a considerar comprar (aceitam-se prendas de Natal antecipadas).

MT_849 Fernando Pessoa_Esferográfica_lateral.jpg

 

 

Por um outro lado

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D