Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Por um outro lado

Escritora frustrada. Mãe babada.Trapalhona por excelência. Gaja a quem tudo acontece. Adora escrever e fotografar sobre isso, apesar do jeito duvidoso. Experimentou Um lado. Agora, experimenta Por Um Outro. Será o avesso o lado certo?

Por um outro lado

#Amor-próprio... e alheio... o símbolo perfeito do alta-mega-tecnológico

1200x600.jpg

 

 

Há uma boa parte de homens por aí que odeiam usar anéis. Com excepção daquele que ia perdendo um dedo, por ter ficado com o anel preso numa geringonça qualquer, aos outros eu chamo de mariquinhas.

 

Aneis masculinos são lindos. Se tiverem o estilo certo são sexy. Se houver um significado, no uso de uma peça, considero-o como algo que toca o transcendente. 

 

Depois há aqueles que odeiam anéis (e alianças) só porque sim.

 

Eu sou gaja para usar poucas peças mas, cada uma delas, significar algo para mim. Não uso coisas apenas para decorar a árvore pessoal. Uso coisas de valor inestimável. Porque significam algo. São um símbolo do que sou, quero ou amo.

 

Quanto à minha cara-metade, ele odeia anéis. (Gostava dos meus, quando os meus dedos não estavam parecidos com salsichitas rechochudas, e eu conseguia enfiar os meus anelitos.) Já usá-los? Nem por isso.

 

E, o meu dilema é sempre o mesmo: Devo usar um símbolo do nosso amor mesmo se a minha cara-metade não o faz? Não vejo grande sentido em escolher apenas um anel... esta cena ficava parecida com um Sauron qualquer. Também não quero Um a mandar nos outros todos. Ele tem direito a gostar do que gosta, e a querer o que quer (lição que me custou demasiado a aprender, numa viagem passada, para desperdiçar agora).

 

No outro dia, surgiu o que de mais próximo terei com ele quase-querer de livre e expontânea vontade um anel. Como maluquinhos das tecnologias que somos, o geek-couple por definição, descobri uma cena que o deixou a balançar: os HB Ring.

 

São uns anéis lindos, alta-mega-tecnológicos, que nos permitem sentir a pulsação da nossa cara-metade onde quer que estejamos. A atirar para o carote, mas anéis de Cenas Comprometedoras são todos a atirar para esse lado, os HB Ring ainda têm algo extra de que gosto bastante: são pretos com (opção) ouro rosa.

 

Ora, uns mega-alta-tecnológicos anéis, gadgets por definição, todos hiperconectados, eram a escolha perfeita para o casal menos convencional do pedaço... E, mesmo assim, foi um plano adiado. Pelo menos não foi um "Não" definitivo.

 

É que, esta minha cena com anéis não tem grande explicação, a não ser que eu gostava mesmo de usar um símbolo do que somos um para o outro. E ele gostava mesmo de preservar os seus dedos livres de obstruções anelares... Vamos ficando no impasse.

 

Por um outro lado

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D