Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Por um outro lado

Escritora frustrada. Mãe babada.Trapalhona por excelência. Gaja a quem tudo acontece. Adora escrever e fotografar sobre isso, apesar do jeito duvidoso. Experimentou Um lado. Agora, experimenta Por Um Outro. Será o avesso o lado certo?

Por um outro lado

#Amor-próprio... e alheio... O optimista de serviço

sorriso.jpg

 

Conviver com um optimista é qualidade de vida. Em qualquer situação. No trabalho, nas amizades, na família. Ter alguém que está de bem com a vida, que descomplica as coisas, e que prefere lidar de forma directa e com humor, é um presente precioso.

 

Cá em casa há uma pessimista, um optimista, e um dos dois em formação (optimista, espero).

 

Eu carrego o peso do mundo. O meu, o dos outros. Raramente olho para algo e vejo o melhor. Consigo sempre ver o pior em tudo. Especialmente, naquilo que ainda não aconteceu…

 

A minha cara-metade é o optimista de serviço. É a mente positiva que, mesmo quando pensa no pior, tem uma solução no bolso e um piada na ponta da língua.

 

Eu lamento-me com cansaço.

Ele “Quando estivermos de férias, passas a dormir a sesta.”

Eu reclamo do tempo, da estrada, dos cães da vizinha...

Ele “Sim. Não sei do que falas mas… Sim.”

Eu começo a tressar porque a pipoquinha pode ter alguma coisa.

Ele “Olha para ela. Ela está bem. É feliz e bem-disposta.”

E por aí fora…

 

Há lá melhor antídoto para uma pessimista como eu? Só alguém de bem com a vida é que me ajudaria a fazer sentido disto tudo.

Ter um optimista como cara-metade é qualidade de vida.

 

Por um outro lado

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D