Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por um outro lado

Escritora frustrada. Mãe babada.Trapalhona por excelência. Gaja a quem tudo acontece. Adora escrever e fotografar sobre isso, apesar do jeito duvidoso. Experimentou Um lado. Agora, experimenta Por Um Outro. Será o avesso o lado certo?

Por um outro lado

#Um fim-de-semana com amor... e calor

Untitled design (6).jpg

 

Depois de uma semana da trampa (mas que podia ter corrido MUITO pior) nada melhor do que ouvir o suave ressonar aqui ao meu lado...

 

A Pipoquinha dorme.

O jantar está planeado.

A cara-metade está quase a chegar a casa.

E... é sexta-feira.

 

Ahhhh! Eu sei que não devemos viver a pensar no fim-de-semana. Se tal acontece é porque se impõe uma mudança de trabalho e/ou de vida.

 

Mas, sabe tão bem a ideia de dois dias livres para aproveitar a meu belo prazer.

 

E, sabe melhor ainda, estar aqui a escrever.

 

Assim, desejo-vos um fim-de-semana com amor... e calor.

Que saibam como enterrar a semana que passou (É fazer como os cães e enterrar a trampa)

Que descansem o suficiente para a semana que virá (Não nos pagam para gastarmos o pavio todo)

Que se divirtam tudo o que vos for possível para uma vida feliz. Oh Yeah!!!!

 

Por um outro lado

#diários de uma escritora frustrada… fileiras de livros. Eu quero!!

casa-blue-modelo-de-papel-50989502.jpg

 

 

A propósito de um artigo no Expresso (mais um...): A minha cara-metade não trouxe biblioteca. Facto que acho muito, muito, muito mal.

 

Mas, trouxe uma mãe com biblioteca! E, com gosto por livros e por ler. Não como objectos de decoração.

 

Os senhores do artigo conjugam bibliotecas, encafuam milhares de tomos em apartamentos chiquo-antigos, mandam fazer estantes por encomenda, compram casas porque têm mais centímetros de pé-alto ou, a melhor de todas, enfiam as colecções em sacos de plástico. 

 

Eu?! Nas partilhas, o ex. levou metade da biblioteca. Das três estantes que sobraram, consegui livrar-me dos conteúdos de uma... e da dita. E, depois de ter sido quase posta na rua pelo rebento, voltei a escolher e doar aos pobres (que é como quem diz, encostar ao lado do caixote do lixo para as pessoas que por ali passam), mais quatro sacos grandes de livros. 

 

Sim. Libertei espaço para novas obras. Acredito que houve quem aproveitasse alguns deles. E, prometi a mim mesma que, posso sempre fazer crescer a minha colecção de e-books... e, convenci-me que há menos pó para limpar.

 

Continua a doer um bocadinho. Até porque não tive condições de lhes arranjar uma casa condigna.

 

Mas, gosto de pensar que consegui superar uma barreira... isso e que não sou uma acumuladora. Para além de ter reduzido o material altamente inflamável cá em casa.

 

Afinal, no mundo digital nada disto faz sentido.

 

Por um outro lado

#Amor-próprio... expondo as jóias internacionalmente

 

 

Está na Vogue e saíu para o mundo. Diz que a Joalharia Portuguesa está mediáticamente bem representada por Milla Jovovich na campanha Portuguese Jewellery - Shaped with Love.

 

Só lamento que um vídeo de intenções artísticas mostre quase nada da joalharia em si. A única peça que se vê bem (porque há um anel obscurecido a passear pela tela) é linda... mas é a única. Espreitem lá! E, assim, arranca a campanha internacional da joalharia portuguesa.

 

Para aqueles que, como eu, adoram inspeccionar cada pormenor, descobrir símbolos, e maravilhar-se com detalhes, vou espreitar o resto da campanha (falavam em fotografias também) à procura das peças que me deixem de queixo caído... e, sobre este tema, aconselho já o artigo de Joana Cardoso, no blog  thepaperandink, que acompanhou o evento no Porto.

 

Podem pinterestar mais jóias (de família) aqui...

 

Por um outro lado

 

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D